domingo, 27 de maio de 2012

O MOVIMENTO INFANTIL



O ser humano foi feito para se movimentar. O movimento é uma necessidade orgânica, e como tal, tem que fazer parte da rotina da criança, dentro de casa ou na escola.
Ao falarmos que uma criança precisa se movimentar, logo lembramos daquelas que talvez em um olhar errado nosso, se movimentam demais...as chamadas hiper ativas. Na verdade o movimento está interiorizado na criança, quando ela é muito contida, ou até mesmo proibida de se movimentar em algum lugar específico, toda essa energia armazenada irá ser extravazada como uma explosão. Daí vem os excessos, as agitações, os comportamentos inadequados, e as dificuldades em permanecer sentadas ou realizando uma mesma atividade por muito tempo.
Acima escrevi hiper ativas, pois sabemos que a hiperatividade é um distúbrio, diferente das crianças que se manifestam com uma atividade corporal intensa.
O bebê se movimenta ainda de maneira desorganizada, e com o seu amadurecimento neurológico e físico, logo uma harmonia no ritmo dos movimentos corporais, vai aparecendo e dando lugar as coordenações entre braços e pernas, tronco e cabeça.
Quanto mais a criança explorar o mundo e o meio, por meio dos movimentos corporais amplos, mais adequadamente ela apresentará um envolvimento do seu corpo com o espaço físico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário